9 lugares para visitar em Ponta Grossa

Você gosta de contato com a natureza? Se sua resposta é sim, Ponta Grossa (PR) é uma cidade que tem que fazer parte da sua lista de destinos turísticos.

Siga a Princesa dos Campos no Twitter: twitter.com/expressopc

Localizada a cerca de 120 km de Curitiba, Ponta Grossa tem diversas belezas naturais que encantam os visitantes. Além disso, atrativos históricos e religiosos também podem entrar no seu roteiro.

 

1. Parque Estadual de Vila Velha

Parque Estadual de Vila Velha
Foto: divulgação

Considerado o mais famoso atrativo turístico de Ponta Grossa, o Parque Estadual de Vila Velha possui três atrações: Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada.

Os Arenitos são as formações rochosas, onde é possível identificar algumas formas como a taça, o camelo, a bota, entre outras. As Furnas são grandes poços com vegetação exuberante e água no seu interior. E a Lagoa Dourada, que leva esse nome por conta da coloração dourada que suas águas apresentam quando refletem a luz do sol.

O Parque fica aberto de quarta a segunda e o valor total do passeio completo é de R$28,00 por pessoa, sendo:

R$10,00 (ingresso dos Arenitos)

R$8,00 (ingresso de Furnas e Lagoa Dourada)

R$10,00 (taxa do guia – finais de semana)

 

2. Buraco do Padre

Fonte: buracodopadre.com.br
Fonte: buracodopadre.com.br

O Buraco do Padre fica a 24km de Ponta Grossa, no distrito de Itaiacoca. O local é uma furna, que apresenta em seu interior uma cachoeira de 30 metros de altura e encanta por sua beleza.

O lugar leva esse nome, pois os padres jesuítas frequentavam a cachoeira em busca de refúgio para meditação e práticas religiosas.

A trilha que leva até à cachoeira é de fácil acesso, com passarelas de madeira que garantem acessibilidade a todos os visitantes.

Além da trilha principal, existem outras trilhas e também áreas de escalada, churrasqueiras e lanchonete.

O Buraco do Padre está aberto de quarta a domingo e os valores são:

R$ 30,00 (inteira)

R$ 15,00 (meia-entrada)

R$ 15,00 (acesso às áreas de escalada)

R$ 20,00 (trilha da Fenda da Freira com guia e equipamento de segurança)

 

3. Cachoeira da Mariquinha

Foto: Mauricio Oliveira
Foto: Mauricio Oliveira

A Cachoeira da Mariquinha está localizada a aproximadamente 30 quilômetros do centro da cidade. A queda d’água tem 30 metros de altura e a trilha é de fácil acesso.

Além de passar o dia, é possível acampar no local ou praticar rapel. O ingresso é de R$ 15,00 para passar o dia e R$ 30,00 para acampamento ou rapel.

4. Cachoeira do Rio São Jorge

Rio São Jorge em Ponta Grossa
Foto: Maria Fernanda Cordeiro

O Rio São Jorge possui diversas quedas d’água, sendo que a cachoeira principal tem cerca de 30 metros de altura. O local também tem áreas de camping e paredões para a prática de rapel. Porém é necessário contratar uma empresa especializada para realizar a atividade.

Localizado a 15 quilômetros do centro de Ponta Grossa, o valor para passar o dia é de R$ 15,00 e para acampar a taxa é R$ 35,00. Aos fins de semana tem almoço completo com churrasco.

 

5. Mosteiro da Ressurreição

Foto: Abadia da Ressurreição (arquivo)
Foto: Abadia da Ressurreição (arquivo)

O Mosteiro da Ressurreição foi fundado em Ponta Grossa em 1981 e tornou-se conhecido, principalmente, pelo canto gregoriano. Pessoas de vários lugares do Brasil visitam o lugar em busca de momentos de recolhimento, oração e direção espiritual.

O local possui uma lojinha, onde os monges comercializam produtos artesanais feitos por eles, como conservas, licores, velas, peças em cerâmicas, pinturas, entre outros. Também é possível se hospedar no Mosteiro, mediante agendamento prévio.

O Mosteiro fica aberto todos os dias e a entrada é gratuita.

 

6. Catedral

Catedral Sant'ana
Foto: Maria Fernanda Cordeiro

 

A Catedral Sant’Ana fica no centro da cidade e possui uma arquitetura moderna, com formas arredondadas e vitrais.

A igreja está na Praça Barão do Rio Branco e no seu entorno é possível apreciar algumas construções tombadas como Patrimônio Cultural do Paraná, como o prédio do antigo Fórum e o edifício Guilherme Naumann.

 

7. Casa da Memória

Casa da Memória
Foto: Maria Fernanda Cordeiro

A Casa da Memória fica no prédio onde foi a primeira estação ferroviária de Ponta Grossa. Com mais de 40 mil objetos destinados à pesquisa e exposição, o local é um minimuseu que conta a história da cidade.

É na Casa da Memória que está a Maria Fumaça, que foi restaurada recentemente. O local fica aberto de segunda a sexta, das 9h às 17h e a entrada é gratuita.

 

8. Estação Saudade

Estação Saudade Ponta Grossa
Foto: Sesc-PR (arquivo)

A Estação São Paulo – Rio Grande foi inaugurada em 1900 e mantém suas características originais preservadas até hoje. Em 1990, o prédio foi tombado como Patrimônio Cultural do Paraná e atualmente abriga a unidade do Sesc Estação Saudade.

Aos sábados e domingos é possível fazer uma visita guiada gratuita pela Estação Saudade.

 

9. Mansão Vila Hilda

Mansão Vila Hilda
Foto: Maria Fernanda Cordeiro

A Mansão Vila Hilda foi construída em 1926 por Alberto Thielen, comerciante e figura de destaque da cidade. O nome foi dado em homenagem à sua esposa, Hilda Thielen.

O casarão de 600 m² é tombado como Patrimônio Cultural do Paraná desde 1990. Sua construção tem influência da arquitetura francesa neoclássica e art-nouveau. E o interior da mansão tem pinturas que retratam paisagens europeias e locais.

Atualmente, a Mansão Vila Hilda é sede da Fundação Municipal de Cultura e fica aberta de segunda a sexta, das 8h às 18h.

 

Você pode conhecer estes e outros atrativos de Ponta Grossa viajando de Princesa dos Campos. Faça uma viagem tranquila e segura de ônibus, com a empresa que tem mais de 80 anos de tradição no transporte de passageiros.

 

*Valores dos atrativos consultados em fevereiro de 2020.